6 erros comuns de quem está aprendendo a tocar um instrumento

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Tocar um instrumento musical é prazeroso e estimula áreas importantes do cérebro, além de promover a socialização entre as pessoas. Alguns instrumentos produzem sons apaixonantes e que despertam a vontade de dominar as notas produzidas por eles. Aprender a manejar um instrumento musical significa estudar profundamente aquele aparato, entender o funcionamento dele e como melhorar constantemente a sua performance. No entanto, cada instrumento apresenta um grau de dificuldade de aprendizado. É preciso ter paciência e prestar atenção para não cair em armadilhas que podem facilitar o aprendizado agora, mas dificultar o desenvolvimento no futuro.

Veja os seis erros mais comuns de quem está aprendendo a tocar um instrumento e aprenda a evitá-los!

Prender-se a tablaturas

As tablaturas são formas intermediárias entre as cifras e as partituras. Geralmente são usadas por músicos iniciantes, pois facilitam a prática de um instrumento. Entretanto, é preciso compreender que elas são atalhos criados para desburocratizar o aprendizado.

Criar o hábito de seguir apenas a tablatura pode limitar o músico e dificultar a leitura da partitura. É por meio da partitura que o músico compreende notas, ritmos e harmonias de uma determinada melodia para poder tocar um instrumento.

Não dedicar tempo à prática de tocar um instrumento

A prática deve ser constante para que a evolução do músico também seja. O ditado “a prática leva a perfeição” pode ser aplicado a qualquer etapa do aprendizado musical. A dica é reservar um horário na agenda para que o exercício aconteça. Desta forma, em poucas semanas o compromisso se tornará um hábito e o domínio do instrumento será melhor. Mesmo os músicos mais geniais e talentosos se dedicam diariamente ao estudo do instrumento que dominam.

Não fazer o dever de casa

Os exercícios de música geralmente são cansativos. Entretanto, sem eles a técnica para tocar um instrumento será prejudicada. Por mais exaustivo que sejam os exercícios, eles são importantes. Quando eles já estiverem fáceis, procure repeti-los com os olhos fechados.

Não ter paciência

Qualquer aprendizado é demorado no início. Não é porque você conhece alguém que aprendeu rápido que o mesmo deverá acontecer com você. Respeite o seu ritmo e se dedique. É melhor aprender com calma e sem vícios que possam prejudicar sua música futuramente. Tocar bem significa tocar sem erros, portanto, aprenda primeiro a sequência dos acordes e depois aumente a velocidade de acordo com o ritmo da música.  

Não treinar o ouvido

Ter um ouvido musical pode ser um talento, mas também pode ser uma habilidade desenvolvida ao longo de anos de prática. Treinar o ouvido para reconhecer as notas é tão importante quanto aprender a ler partituras. Mas aqui ainda vale a dica anterior: tenha paciência.

Não saber afinar o instrumento

Para iniciantes, afinar o instrumento pode ser bastante difícil e exigir a ajuda de alguns equipamentos. Entretanto, com o passar do tempo e com o desenvolvimento do ouvido musical, será possível arriscar a afinação por si só. Conhecer o instrumento é fundamental. Não adianta saber repetir acordes e transições extremamente difíceis se o instrumento não reproduz o som que deveria.

Colocar-se na posição de aprendiz é um exercício de humildade. Entender que ainda há muito o que aprender é o segredo do sucesso, até mesmo para músicos consagrados. Por isso a dedicação, a disciplina e a força de vontade são tão importantes quando decide-se aprender a tocar um instrumento. Faça do aprendizado um momento prazeroso e em pouco tempo o instrumento será uma extensão do seu corpo.

Você sabe tocar um instrumento? Conta para a gente qual instrumento você toca e se já passou por alguma dessas dificuldades.

 

Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×