4 diferenças entre a viola clássica e a viola caipira

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Um dos grandes instrumentos da música brasileira, a viola, é um instrumento de cordas que remete às origens musicais de nosso país. Trazida de Portugal pelos colonizadores, a viola se tornou parte inseparável da vida musical do povo brasileiro com o passar dos anos.

A viola clássica e a viola caipira guardam algumas semelhanças, como a forma e origem, mas suas diferenças são primordiais para definir o tipo de som que se quer obter a partir do instrumento. Conheça as principais diferenças entre a viola clássica e a viola caipira, e prepare-se para aventurar-se no maravilhoso mundo desse instrumento tão encantador.

O formato pode lhe ajudar a identificar o modelo

A viola clássica tem um formato que se assemelha – e muito – ao velho conhecido violino, porém um pouco maior. O que diferencia a viola clássica do violino, além de seu tamanho, é a sua sonoridade – bastante diferente- pois soa menos estridente e mais grave, resultando em um som mais encorpado.

Por outro lado, a viola caipira parece ser uma versão minimizada do violão e tem pouca semelhança física com a viola clássica, geralmente rebuscada e bem talhada em madeira. As primeiras violas foram feitas pelos caboclos com madeira rústica e foram tomando uma forma diferente de seu instrumento originário.

A quantidade de cordas é uma das principais diferenças da viola clássica e a viola caipira

Com relação ao número de cordas, a viola clássica é um instrumento de arco e possui quatro cordas, assim como o violino. Já a viola caipira é bastante diferente de sua ancestral, possuindo 10 cordas separadas em cinco pares, o que confere ao instrumento uma sonoridade mais aberta e aguda.

Forma de execução

Por ser um instrumento semelhante ao violino, a viola clássica é executada utilizando-se um arco (aquele objeto que emite o som das cordas quando passa por um processo de fricção com as mesmas), que produz atrito quando em contato com as cordas, resultando no som que é transmitido para a caixa de ressonância da viola. Dentro desse corpo oco há um pequeno cilindro de madeira chamado alma, que é o responsável por fazer com que o som produzido vibre por todo o corpo do instrumento.

Por sua vez, a viola caipira é tocada de forma muito semelhante ao violão, sendo a batida da toada um dos ritmos mais bonitos de serem tocados na viola caipira – além de ser marca registrada da música sertaneja brasileira.

A afinação é diferente nos dois modelos

Quanto a afinação, a viola clássica tem suas quatro cordas afinadas em Lá, Ré, Sol, e Dó, resultando em um som mais fechado, suave e melancólico, o que se diferencia nítidamente do tipo de afinação da viola caipira, muito mais aguda e aberta.

A viola caipira pode ser afinada de diversas formas, conforme a preferência do violeiro e o tipo de música que deseja ser tocada. Os tipos de afinação da viola possuem nomes diferentes, como Cebolão, Natural, Rio Abaixo, Paraguaçu e Boiadeira, cada uma delas originária em uma determinada região do país e com sua própria história e folclore.

E você, já experimentou tocar uma viola clássica ou uma viola caipira? Saberia dizer a diferença entre esses dois instrumentos se ouvisse apenas o seu som? Compartilhe suas experiências conosco nos comentários.

 

Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×